domingo, 24 de outubro de 2010

Não Me Sinto Mudar - Pablo Neruda



Não Me Sinto Mudar
Pablo Neruda
In Cadernos de Temuco

Não me sinto mudar. Ontem eu era o mesmo.
O tempo passa lento sobre os meus entusiasmos
cada dia mais raros são os meus cepticismos,
nunca fui vítima sequer de um pequeno orgasmo

mental que derrubasse a canção dos meus dias
que rompesse as minhas dúvidas que apagasse o meu nome.
Não mudei. É um pouco mais de melancolia,
um pouco de tédio que me deram os homens.

Não mudei. Não mudo. O meu pai está muito velho.

As roseiras florescem, as mulheres partem
cada dia há mais meninas para cada conselho
para cada cansaço para cada bondade.

Por isso continuo o mesmo. Nas sepulturas antigas
os vermes raivosos desfazem a dor,
todos os homens pedem de mais para amanhã
eu não peço nada nem um pouco de mundo.

Mas num dia amargo, num dia distante
sentirei a raiva de não estender as mãos
de não erguer as asas da renovação.

Será talvez um pouco mais de melancolia
mas na certeza da crise tardia
farei uma primavera para o meu coração.

0 comentários:

Yoga Namaskar - Aprenda sobre Yoga!

Ocorreu um erro neste gadget
Ocorreu um erro neste gadget

Meus Blogs Amigos - Vale visitar...

Selinhos

Selinhos
Blog Brindes do Rei

Blog Amigo do Paixão Por Livros

Blog da Ana

Ganhei este selinho da Jacke do Blog Atitudes Positivas

Esse "Yoga Cat" eu ganhei da minha amiga Márcia

Esse selinho eu ganhei da Ana do "Pelos Caminhos da Vida"

Recebi da Jakeline do blog Jakeline Magna... Tudo às Claras!!

On-Line

De onde vem as visitas

Live Traffic Feed

Quem passou por aqui...

 

Blog da Vick Copyright © 2008 Green Scrapbook Diary Designed by SimplyWP | Made free by Scrapbooking Software | Bloggerized by Ipiet Notez